Logotipo, a cereja no topo do sunday

 
Marca ou logo? Marca é logo? Afinal, que história é essa de que logotipo não é a marca? Creio que essas perguntas refletem bem o senso comum sobre o que é logo, confundindo-o com marca. Este assunto parece um teste de memória, mas na verdade é bem simples de entender. O que se precisa ter em mente é: sem distinguir logo de marca, alguns equívocos podem ser cometidos, porque pior que não saber diferenciar o que é um logo é não saber identificar um bom logo.
 
 
 

Toda marca, seja ela nova ou renomada, habita na mente das pessoas. Com isso percebemos que marca é um conceito bastante subjetivo. Vários fatores podem fazer uma 'marca' na mente de uma pessoa, sendo o logotipo um desses fatores que fixam para nunca mais sair.

Alguns símbolos estão tão presentes na mente humana que se tornam verdadeiro ícones. É difícil não associar a Nike àquele símbolo do certo ou a ideia 'dar um Google' para fazer uma pesquisa na web.

A marca acaba sendo representada através de um ícone, o logo. É ele que carrega a responsabilidade de estampar toda a abrangência da marca, por isso se torna quase sinônimo dela. Vamos combinar agora, apenas logo não é marca, ok?

 
 
 

O serviço de logotipia é vendido aos montes, mas como diferenciar logo de logo? Se pesquisar um pouquinho, vai perceber que há vários tipos de profissionais vendendo logo por aí. Alguns fazem o tipo barato demais pra ganhar na quantidade enquanto outros vendem caro.

Não cabe aqui a análise dos profissionais e suas práticas, apenas em dizer o que é um bom logo, mas uma mística que deve ser esclarecida é a de que saber mexer no CorelDraw não significa saber criar conceitos profissionais de logotipia, há uma diferença grande nisso.

O logo é o trabalho que vai durar por praticamente toda a vida da marca. Portanto, ele não pode se prender a modinhas temporárias, ele deve estar imune a isso tudo. Um bom logo tem uma vida útil de pelo menos 5 anos até que alguns retoques sejam feito pra ele não 'perder a cara de novo', são 60 meses de uso contínuo deste item que vai estampar tudo o que for da sua marca. Uma conta básica, se um estúdio de branding vendesse logos por $5 mil, sua empresa estaria investindo em média $80 por mês para ter um logo profissional e que vai atender suas necessidades corporativas. Agora começou a fazer sentido, né?

 
 
 

Ahh sim, havia esquecido dela! Resumindo nossa conversa, comprar um bom logo não custa caro, é apenas um investimento racional num item importante para seu negócio. O logo é como a cereja no topo, sempre que você vê uma cereja no topo de um sorvete, já sabe que é um sunday. Assim, sempre que alguém vê seu logo, já deve saber que é a sua marca.

Se sua empresa já tem um bom logo ou se estiver pensando em como fazer, conte pra gente... hello@cesarebrand.com

 
 
BrandingGustavo Pereira